[Conto] A Revelação

Naquela noite, na igreja, o pastor falava sobre amor ao próximo, boas ações, benevolência, o bom samaritano, mas seu sermão era vago; apenas palavras soltas ao vento. A Garota Revoltada estava lá, mas apenas de corpo presente, porque seu espírito estava em outro lugar. Um lugar distante da realidade, o mundo dos seus pensamentos.

Mas foi a própria realidade que lhe trouxe de volta. A dura realidade da sociedade. De repente lembrou-se do maltrapilho mendigo que mendigava na praça, quase em frente à igreja. Deu-se conta que jamais prestara atenção nele. Não realmente. Mas aquele sermão vago do pastor juntamente com a lembrança do esfomeado morador de rua abriu sua mente para uma verdade clara e seca. Uma verdade simples, inegável, mas que ninguém ousa dizer em voz alta. Uma verdade dura e afiada como uma faca de dois gumes que corta o orgulho humano.

No fim, o pastor aproximou-se da Garota e perguntou o que achou do sermão da noite.

– Foi iluminador, irmão. Acho que entendi a natureza humana.

– Ah foi? E qual é essa natureza humana?

– É bem simples. Todos nós sonhamos com um mundo melhor; um mundo belo, sem mágoa e dor; um mundo de sonhos. Mas dentre nós, são poucos aqueles que estão dispostos a se sacrificar verdadeiramente por este sonho.

E saiu a passos largos, com uma resolução pura e simples no coração.

por Renan Santos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s