Microconto #8

À meia noite, na encruzilhada

A lua cheia paira suspeita naquele céu negro. Um corvo me encara, com olhos de morte, empoleirado em uma árvore seca e sem folhas. Uma brisa sussurra antigas maldições em minha mente insana. Me sinto frio. Olho ao redor e sou tomando por um horror gélido.

– Onde está minha sombra?

Ouço o corvo grasnar em resposta e nada mais.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s