A era Dragon Ball-Z #1

Fala guerreiros!

Eu sou o Anderson Vitorello, novo colaborador aqui do Blog do Renan, e irei falar sobre animes. Também escrevo no Blog do Guerreiro do Universo, pratico Kung-fu, estudo piano, componho, gosto de cantar e adoro desenhos, livros, filmes e séries de ficção, fantasia, ação, luta e aventura.

E já que esta é minha primeira postagem no Blog, irei começar com algo fantástico!

Vou apresentar-lhes um dos melhores animes que já assisti em toda minha vida. O Dragon Ball-Z! Quem conhece e assistiu sabe que não estou exagerando. Mas, para quem ainda não conhece, eis o momento para descobrir porque esse anime do autor Akira Toriyama é tão incrível assim. E aos fãs… uma revisão nostálgica.

Vamos lá!

Foi no final de 1999 que comecei a assistir o Dragon Ball-Z pela indicação de meus amigos. Era minha adolescência… Como o tempo passa. Ligava a TV, sintonizava na Bandeirantes e já começa a curtir o anime desde a abertura com a música “Chala Head Chala”. Era diferente de tudo que já havia visto: os personagens, as lutas, a história, a trilha sonora… tudo combinava perfeitamente para tornar o anime incrível. Mas, sua estreia no Brasil não foi na Band, e sim no canal fechado Cartoon Network, alguns meses antes, no mesmo ano.

dragonballz_abertura

O anime Dragon Ball-Z (Doragon Bōru Zetto em japonês) foi baseado em seu próprio mangá e é composto de 4 sagas:

1 Sayajins (episódio 1 ao 35)

2) Freeza (episódio 36 ao 116)

3) Cell (episódio 117 ao 199)

4) Majin Boo (episódio 200 ao 291)

saga_1_sayajins https://pontodeacumulacao.files.wordpress.com/2016/01/leitor_caf.jpg&quot; alt="leitor_CAF" width="1356" height="858" /> Crédito da imagem: Imagination, by syncaidia[/caption]</p> <p>&nbsp;</p> <p>Resolvi parar um instante e aproveitar para escreve uma postagem para o blog. E porque não falar de minha lista de leitura para este ano?</p> <p>Bem, para quem não sabe, eu tenho um perfil no <a href="https://www.goodreads.com/author/show/7036725.Renan_Santos&quot; target="_blank">Goodreads </a>(também sou <em>Goodreads Author</em>, foi mal aí). Lá está rolando um desafio, o <em><a href="https://www.goodreads.com/challenges/show/3890-2016-reading-challenge&quot; target="_blank">2016 Reading Challenge</a>.  </em>Você simplesmente estabelece uma meta de leitura e tenta cumpri-la. Cada um escolhe a quantidade de livros que se desafiará a ler em 2016. A minha é 42 livros. Sim, porque 42 é a resposta para a Vida, o Universo e Tudo Mais. Já estou quase me arrependendo desta meta. Terei que usar o vira tempo para ler tantos livros, escrever meu próprio, assistir séries e continuar com meu doutorado. Estou indo bem até agora. Já li 3 (ou 7% da meta). Na verdade, li 4, mas um deles não está ainda no banco de dados do Goodreads, então tenho uma carta na manga.</p> <p>&nbsp;</p> <p>Vou começar minha lista de leitura com os quatro que já li:</p> <p>&nbsp;</p> <p><strong>Anacrônicas: contos mágicos e trágicos</strong>, da Ana Cristina Rodrigues.<!--more--></p> <p>Adorei a leitura. As crônicas são leves, mas profundas, dotadas de uma singela beleza. É impressionante o poder de síntese da autora. Ela é capaz de nos tocar com textos curtos (alguns não tão curtos). Não direi que gostei de todas as crônicas, mas a maioria vale a leitura.</p> <p>&nbsp;</p> <p><strong>Estações de Caça: Haakon I</strong>, do Lauro Kociuba</p> <p>Livro do querido Barba Roxa do Clube de Autores de Fantasia. Escrevi uma <a href="https://pontodeacumulacao.wordpress.com/2016/01/06/resenha-estacoes-de-caca-haakon-i/&quot; target="_blank">resenha </a>desta novela. Corre lá e vê.</p> <p>&nbsp;</p> <p><strong>Morto depois de ler</strong>, da Valquíria Vlad</p> <p>O tema deste conto é um tanto clichê, mas a história é legal e o <em>plot twist</em> é bom.</p> <p>&nbsp;</p> <p><strong>KOWAI: Você tem medo do escuro?</strong>, da Valquíria Vlad</p> <p>A história em si é boa. É envolvente e, considerando o tamanho do conto, os personagens foram até bem desenvolvidos. Gostei do simbolismo do título, que foi bem trabalhado no texto. Uma coisa que me incomodou foi a voz do narrador, que salta muito de um personagem para outro. O final é até legal, mas acho que a verdade não foi bem trabalhada ao longo do livro e tive a sensação de que ela foi simplesmente jogada em mim e não teve o impacto que poderia ter.</p> <p>&nbsp;</p> <p>[caption id="attachment_831" align="alignnone" width="960"]<img class="alignnone size-full wp-image-831" src="https://pontodeacumulacao.files.wordpress.com/2016/01/12171_10207942922948903_8189495160400988860_n.jpg&quot; alt="12171_10207942922948903_8189495160400988860_n" width="960" height="720" /> Minhas aquisições mais recentes[/caption]</p> <p>&nbsp;</p> <p>Esta é a minha leitura atual:</p> <p>&nbsp;</p> <p><strong>A Menina Submersa</strong>, da <span class="st"> Caitlín R. Kiernan</span></p> <p>Li as cem primeiras páginas até agora. A leitura segue num ritmo lento, mas não porque o livro seja ruim. A história é pesada e densa. Psicologicamente falando. É também não linear. Lembro que havia parado a leitura e quando retomei no dia seguinte, li o capítulo errado. E nem percebi ou achei estranho; pelo contrário, até que fazia sentido. Quando finalizar a leitura, pretendo escrever uma resenha.</p> <p>&nbsp;</p> <p>Agora minha lista de leituras futuras. Não necessariamente lerei nesta ordem, mas pretendo ler todos até o final do semestre. Já comprei todos esses e preciso ler logo para comprar mais outros hahaha</p> <p>&nbsp;</p> <p><strong>O Castelo das Águias</strong> e <strong>A Ilha dos Ossos</strong>, da Ana Lúcia Merege</p> <p>Ana é uma pessoa super carismática e gente boa que tive o prazer de conhecer na Bienal do Livro no Rio de Janeiro. Mas ainda não li seus livros :\ (até que comecei a leitura de <em>A Ilha dos Ossos</em>, mas parei quando descobri que este é o segundo e não o primeiro livro da saga Athelgard hahaha) Pretendo remediar isso em breve. Na lista estão inclusos, é claro, os outros livros da autora, <em>O Tesouros dos Mares Gelados</em> e <em>Ana e a Trilha Secreta</em>. Pretendo escrever uma resenha dos dois primeiros.</p> <p>&nbsp;</p> <p><strong>O Demonologista</strong>, do <span class="st">Andrew Pyper</span></p> <p>Outra bela edição de luxo da DarkSide. As opiniões parecem divergir muito sobre este livro, mas prefiro manter a mente aberta. Lerei e depois exporei minha opinião em uma resenha.</p> <p>&nbsp;</p> <p><strong>O Rei de Amarelo</strong>, do Robert W. Chambers.</p> <p>Desde que assisti a primeira temporada de <em>True Detective</em> (por sinal uma série excelente; e a primeira temporada, como disse um amigo meu, é pura poesia) fiquei interessado em saber mais sobre a mitologia do rei de amarelo. Pesquisei e achei a premissa muito boa. Diversos contos dentro dos quais existe uma obra fictícia chamada <em>O Rei de Amarelo </em>e que leva as pessoas à loucura. Fora a obra original, comprei também <em>O Rei Amarelo em Quadrinhos</em>, coletânea de HQ’s inspiradas na obra de Chambers lançada pela Editora Draco. Foi sugestão da Ana Merege 😀 Pretendo fazer uma resenha da obra em quadrinhos.</p> <p>&nbsp;</p> <p><strong>Deuses Americanos</strong>, do Niel Gaiman</p> <p>Nunca li nada de Gaiman, mas desde que um amigo me falou da HQ do Sandman fiquei bastante curioso para conhecer sua obra. A premissa de <em>Deuses Americanos</em> me deixou bastante curioso e sinto que não irei me arrepender. Também do autor, comprei <em>O Oceano no Fim do Caminho</em> e  ganhei a coleção do <em>Sandman</em> de presente de amigo secreto.</p> <p>&nbsp;</p> <p><strong>Duna</strong>, do <span class="st"> Frank Herbert</span></p> <p>É uma série de livros que sempre tive vontade de ler, pois ouço falar muito bem, mas sempre dizia “depois eu compro, tá muito caro”. Eu queria comprar a trilogia completa. Então estava de boa passeando pelos <em>stands</em> da Primavera dos Livros e eis que me deparo com o <em>stand</em> da Aleph e descubro que a trilogia <em>Duna</em> estava com 50% de desconto. Não poderia perder essa, é claro.</p> <p>&nbsp;</p> <p><strong>A Tristeza Extraordinária do Leopardo das Neves</strong>, do <span class="st">Joca Reiners Terron</span></p> <p>Alguns dos livros que citei acima eu comprei na promoção da Amazon de fim de ano. Eis que quando a encomenda chega, tenho uma surpresa. Veio um livro a mais. Que não havia comprado. Que nunca havia ouvido falar. Pensei em entrar em contato com a Amazon para devolver, mas desisti. Resolvi que lerei o livro (que aliás, parece interessante, a julgar pela sinopse) e depois passarei adiante. Como, ainda não sei. E claro, vai ter resenha.</p> <p>&nbsp;</p> <p><strong>Viagem ao Centro da Terra</strong>, do Júlio Verne</p> <p>Preciso ler mais clássicos, principalmente de ficção e esta é uma boa pedida. Do Verne eu só li <em>Da Terra à Lua</em>. Pretendo ler todas as suas obras, algum dia.</p> <p>&nbsp;</p> <p><strong>Madame Bovary</strong>, do <span class="st">Gustave Flaubert</span></p> <p>E falando em clássicos… Faz tempo que comprei este livro, então acho que já está na hora de lê-lo. Minha amiga Jésyka (do blog <a href="http://entreoeufemismoeaironia.tumblr.com/&quot; target="_blank">entre o eufemismo e a ironia</a>) estava lendo-o certa vez (ainda nos tempos do Bacharelado, há trocentos anos) e peguei emprestado por meia hora e li. Preciso terminar o que comecei.</p> <p>&nbsp;</p> <p><strong>Triste Fim de Policarpo Quarema</strong>, do Lima Barreto</p> <p>Outro clássico, só que nacional. Na verdade, já li boa parte do livro, um bom tempo atrás, e por algum motivo eu parei. Acho que terei que recomeçar, pois não faço a menor ideia em que parte parei.</p> <p>&nbsp;</p> <p><strong>Prince os Thorns</strong>, do Mark Lawrence</p> <p>Outro livro que comecei e parei. Gostei até onde li e certamente lerei os livros seguintes da <em>Trilogia dos Espinhos</em>.</p> <p>&nbsp;</p> <p><strong>O Nome do Vento</strong>, do <span class="st">Patrick Rothfuss</span></p> <p>Outro livro que comprei já a algum tempo e ainda não tive tempo para ler. Mas é alta fantasia, então meio que tenho obrigação moral de ler hehehe Deste ano não passa.</p> <p>&nbsp;</p> <p>Série <strong>Tempos de Sangue</strong>, do Eduardo Kasse</p> <p>Desta série de livros, só possuo <em>Deuses Esquecidos</em> (comprei também na Primavera dos Livros), mas pretendo adquirir os outros, claro. E vai ter resenha.</p> <p>&nbsp;</p> <p><strong>Cem Anos de Solidão</strong>, do Gabriel Garcia Marques</p> <p>Acho que mereço um mói de peia por nunca ter lido nada do Gabo, mas pretendo me redimir. Eu juro.</p> <p>&nbsp;</p> <p><strong>King Edgar Hotel</strong></p> <p>É uma coletânea de contos de horror da Andross Editora. A Andross é conhecida por publicar apenas antologias de contos. Inclusive, meu primeiro conto publicado foi por ela, na coletânea de contos fantásticos <em>Imaginarium</em>. Esta em particular é especial, com contos de autores convidados e todos se passam em um hotel mal-assombrado. Estou louco parar ler. Dependendo das minhas impressões, talvez role uma resenha.</p> <p>&nbsp;</p> <p>Bem, é isso! E vocês, qual sua lista de leitura para o começo deste ano?</p> " data-medium-file="" data-large-file="" class="alignnone wp-image-849" src="https://i0.wp.com/www.andersonvitorello.com/blog/wp-content/uploads/2016/03/saga_2_freeza.jpg" alt="saga_2_freeza" width="127" height="180" /> https://www.goodreads.com/author/show/7036725.Renan_Santos&quot; target="_blank">Goodreads </a>(também sou <em>Goodreads Author</em>, foi mal aí). Lá está rolando um desafio, o <em><a href="https://www.goodreads.com/challenges/show/3890-2016-reading-challenge&quot; target="_blank">2016 Reading Challenge</a>.  </em>Você simplesmente estabelece uma meta de leitura e tenta cumpri-la. Cada um escolhe a quantidade de livros que se desafiará a ler em 2016. A minha é 42 livros. Sim, porque 42 é a resposta para a Vida, o Universo e Tudo Mais. Já estou quase me arrependendo desta meta. Terei que usar o vira tempo para ler tantos livros, escrever meu próprio, assistir séries e continuar com meu doutorado. Estou indo bem até agora. Já li 3 (ou 7% da meta). Na verdade, li 4, mas um deles não está ainda no banco de dados do Goodreads, então tenho uma carta na manga.</p> <p>&nbsp;</p> <p>Vou começar minha lista de leitura com os quatro que já li:</p> <p>&nbsp;</p> <p><strong>Anacrônicas: contos mágicos e trágicos</strong>, da Ana Cristina Rodrigues.</p> <p>Adorei a leitura. As crônicas são leves, mas profundas, dotadas de uma singela beleza. É impressionante o poder de síntese da autora. Ela é capaz de nos tocar com textos curtos (alguns não tão curtos). Não direi que gostei de todas as crônicas, mas a maioria vale a leitura.</p> <p>&nbsp;</p> <p><strong>Estações de Caça: Haakon I</strong>, do Lauro Kociuba</p> <p>Livro do querido Barba Roxa do Clube de Autores de Fantasia. Escrevi uma <a href="https://pontodeacumulacao.wordpress.com/2016/01/06/resenha-estacoes-de-caca-haakon-i/&quot; target="_blank">resenha </a>desta novela. Corre lá e vê.</p> <p>&nbsp;</p> <p><strong>Morto depois de ler</strong>, da Valquíria Vlad</p> <p>O tema deste conto é um tanto clichê, mas a história é legal e o <em>plot twist</em> é bom.</p> <p>&nbsp;</p> <p><strong>KOWAI: Você tem medo do escuro?</strong>, da Valquíria Vlad</p> <p>A história em si é boa. É envolvente e, considerando o tamanho do conto, os personagens foram até bem desenvolvidos. Gostei do simbolismo do título, que foi bem trabalhado no texto. Uma coisa que me incomodou foi a voz do narrador, que salta muito de um personagem para outro. O final é até legal, mas acho que a verdade não foi bem trabalhada ao longo do livro e tive a sensação de que ela foi simplesmente jogada em mim e não teve o impacto que poderia ter.</p> <p>&nbsp;</p> <p>[caption id="attachment_831" align="alignnone" width="960"]<img class="alignnone size-full wp-image-831" src="https://pontodeacumulacao.files.wordpress.com/2016/01/12171_10207942922948903_8189495160400988860_n.jpg&quot; alt="12171_10207942922948903_8189495160400988860_n" width="960" height="720" /> Minhas aquisições mais recentes[/caption]</p> <p>&nbsp;</p> <p>Esta é a minha leitura atual:</p> <p>&nbsp;</p> <p><strong>A Menina Submersa</strong>, da <span class="st"> Caitlín R. Kiernan</span></p> <p>Li as cem primeiras páginas até agora. A leitura segue num ritmo lento, mas não porque o livro seja ruim. A história é pesada e densa. Psicologicamente falando. É também não linear. Lembro que havia parado a leitura e quando retomei no dia seguinte, li o capítulo errado. E nem percebi ou achei estranho; pelo contrário, até que fazia sentido. Quando finalizar a leitura, pretendo escrever uma resenha.</p> <p>&nbsp;</p> <p>Agora minha lista de leituras futuras. Não necessariamente lerei nesta ordem, mas pretendo ler todos até o final do semestre. Já comprei todos esses e preciso ler logo para comprar mais outros hahaha</p> <p>&nbsp;</p> <p><strong>O Castelo das Águias</strong> e <strong>A Ilha dos Ossos</strong>, da Ana Lúcia Merege</p> <p>Ana é uma pessoa super carismática e gente boa que tive o prazer de conhecer na Bienal do Livro no Rio de Janeiro. Mas ainda não li seus livros :\ (até que comecei a leitura de <em>A Ilha dos Ossos</em>, mas parei quando descobri que este é o segundo e não o primeiro livro da saga Athelgard hahaha) Pretendo remediar isso em breve. Na lista estão inclusos, é claro, os outros livros da autora, <em>O Tesouros dos Mares Gelados</em> e <em>Ana e a Trilha Secreta</em>. Pretendo escrever uma resenha dos dois primeiros.</p> <p>&nbsp;</p> <p><strong>O Demonologista</strong>, do <span class="st">Andrew Pyper</span></p> <p>Outra bela edição de luxo da DarkSide. As opiniões parecem divergir muito sobre este livro, mas prefiro manter a mente aberta. Lerei e depois exporei minha opinião em uma resenha.</p> <p>&nbsp;</p> <p><strong>O Rei de Amarelo</strong>, do Robert W. Chambers.</p> <p>Desde que assisti a primeira temporada de <em>True Detective</em> (por sinal uma série excelente; e a primeira temporada, como disse um amigo meu, é pura poesia) fiquei interessado em saber mais sobre a mitologia do rei de amarelo. Pesquisei e achei a premissa muito boa. Diversos contos dentro dos quais existe uma obra fictícia chamada <em>O Rei de Amarelo </em>e que leva as pessoas à loucura. Fora a obra original, comprei também <em>O Rei Amarelo em Quadrinhos</em>, coletânea de HQ’s inspiradas na obra de Chambers lançada pela Editora Draco. Foi sugestão da Ana Merege 😀 Pretendo fazer uma resenha da obra em quadrinhos.</p> <p>&nbsp;</p> <p><strong>Deuses Americanos</strong>, do Niel Gaiman</p> <p>Nunca li nada de Gaiman, mas desde que um amigo me falou da HQ do Sandman fiquei bastante curioso para conhecer sua obra. A premissa de <em>Deuses Americanos</em> me deixou bastante curioso e sinto que não irei me arrepender. Também do autor, comprei <em>O Oceano no Fim do Caminho</em> e  ganhei a coleção do <em>Sandman</em> de presente de amigo secreto.</p> <p>&nbsp;</p> <p><strong>Duna</strong>, do <span class="st"> Frank Herbert</span></p> <p>É uma série de livros que sempre tive vontade de ler, pois ouço falar muito bem, mas sempre dizia “depois eu compro, tá muito caro”. Eu queria comprar a trilogia completa. Então estava de boa passeando pelos <em>stands</em> da Primavera dos Livros e eis que me deparo com o <em>stand</em> da Aleph e descubro que a trilogia <em>Duna</em> estava com 50% de desconto. Não poderia perder essa, é claro.</p> <p>&nbsp;</p> <p><strong>A Tristeza Extraordinária do Leopardo das Neves</strong>, do <span class="st">Joca Reiners Terron</span></p> <p>Alguns dos livros que citei acima eu comprei na promoção da Amazon de fim de ano. Eis que quando a encomenda chega, tenho uma surpresa. Veio um livro a mais. Que não havia comprado. Que nunca havia ouvido falar. Pensei em entrar em contato com a Amazon para devolver, mas desisti. Resolvi que lerei o livro (que aliás, parece interessante, a julgar pela sinopse) e depois passarei adiante. Como, ainda não sei. E claro, vai ter resenha.</p> <p>&nbsp;</p> <p><strong>Viagem ao Centro da Terra</strong>, do Júlio Verne</p> <p>Preciso ler mais clássicos, principalmente de ficção e esta é uma boa pedida. Do Verne eu só li <em>Da Terra à Lua</em>. Pretendo ler todas as suas obras, algum dia.</p> <p>&nbsp;</p> <p><strong>Madame Bovary</strong>, do <span class="st">Gustave Flaubert</span></p> <p>E falando em clássicos… Faz tempo que comprei este livro, então acho que já está na hora de lê-lo. Minha amiga Jésyka (do blog <a href="http://entreoeufemismoeaironia.tumblr.com/&quot; target="_blank">entre o eufemismo e a ironia</a>) estava lendo-o certa vez (ainda nos tempos do Bacharelado, há trocentos anos) e peguei emprestado por meia hora e li. Preciso terminar o que comecei.</p> <p>&nbsp;</p> <p><strong>Triste Fim de Policarpo Quarema</strong>, do Lima Barreto</p> <p>Outro clássico, só que nacional. Na verdade, já li boa parte do livro, um bom tempo atrás, e por algum motivo eu parei. Acho que terei que recomeçar, pois não faço a menor ideia em que parte parei.</p> <p>&nbsp;</p> <p><strong>Prince os Thorns</strong>, do Mark Lawrence</p> <p>Outro livro que comecei e parei. Gostei até onde li e certamente lerei os livros seguintes da <em>Trilogia dos Espinhos</em>.</p> <p>&nbsp;</p> <p><strong>O Nome do Vento</strong>, do <span class="st">Patrick Rothfuss</span></p> <p>Outro livro que comprei já a algum tempo e ainda não tive tempo para ler. Mas é alta fantasia, então meio que tenho obrigação moral de ler hehehe Deste ano não passa.</p> <p>&nbsp;</p> <p>Série <strong>Tempos de Sangue</strong>, do Eduardo Kasse</p> <p>Desta série de livros, só possuo Deuses Esquecidos (comprei também na Primavera dos Livros), mas pretendo adquirir os outros, claro. E vai ter resenha.</p> <p>&nbsp;</p> <p><strong>Cem Anos de Solidão</strong>, do Gabriel Garcia Marques</p> <p>Acho que mereço um mói de peia por nunca ter lido nada do Gabo, mas pretendo me redimir. Eu juro.</p> <p>&nbsp;</p> <p><strong>King Edgar Hotel</strong></p> <p>É uma coletânea de contos de horror da Andross Editora. A Andross é conhecida por publicar apenas antologias de contos. Inclusive, meu primeiro conto publicado foi por ela, na coletânea de contos fantásticos <em>Imaginarium</em>. Esta em particular é especial, com contos de autores convidados e todos se passam no meu hotel mal-assombrado. Estou louco parar ler. Dependendo das minhas impressões, talvez role uma resenha.</p> <p>&nbsp;</p> <p>&nbsp;</p> <p>Bem, é isso! E vocês, qual a lista de leitura para o começo deste ano?</p> " data-medium-file="" data-large-file="" class="alignnone wp-image-843" src="https://i0.wp.com/www.andersonvitorello.com/blog/wp-content/uploads/2016/03/saga_3_cell.jpg" alt="saga_3_cell" width="129" height="180" /> https://www.goodreads.com/author/show/7036725.Renan_Santos&quot; target="_blank">Goodreads </a>(também sou <em>Goodreads Author</em>, foi mal aí). Lá está rolando um desafio, o <em><a href="https://www.goodreads.com/challenges/show/3890-2016-reading-challenge&quot; target="_blank">2016 Reading Challenge</a>.  </em>Você simplesmente estabelece uma meta de leitura e tenta cumpri-la. Cada um escolhe a quantidade de livros que se desafiará a ler em 2016. A minha é 42 livros. Sim, porque 42 é a resposta para a Vida, o Universo e Tudo Mais. Já estou quase me arrependendo desta meta. Terei que usar o vira tempo para ler tantos livros, escrever meu próprio, assistir séries e continuar com meu doutorado. Estou indo bem até agora. Já li 3 (ou 7% da meta). Na verdade, li 4, mas um deles não está ainda no banco de dados do Goodreads, então tenho uma carta na manga.</p> <p>&nbsp;</p> <p>Vou começar minha lista de leitura com os quatro que já li:</p> <p>&nbsp;</p> <p><strong>Anacrônicas: contos mágicos e trágicos</strong>, da Ana Cristina Rodrigues.</p> <p>Adorei a leitura. As crônicas são leves, mas profundas, dotadas de uma singela beleza. É impressionante o poder de síntese da autora. Ela é capaz de nos tocar com textos curtos (alguns não tão curtos). Não direi que gostei de todas as crônicas, mas a maioria vale a leitura.</p> <p>&nbsp;</p> <p><strong>Estações de Caça: Haakon I</strong>, do Lauro Kociuba</p> <p>Livro do querido Barba Roxa do Clube de Autores de Fantasia. Escrevi uma <a href="https://pontodeacumulacao.wordpress.com/2016/01/06/resenha-estacoes-de-caca-haakon-i/&quot; target="_blank">resenha </a>desta novela. Corre lá e vê.</p> <p>&nbsp;</p> <p><strong>Morto depois de ler</strong>, da Valquíria Vlad</p> <p>O tema deste conto é um tanto clichê, mas a história é legal e o <em>plot twist</em> é bom.</p> <p>&nbsp;</p> <p><strong>KOWAI: Você tem medo do escuro?</strong>, da Valquíria Vlad</p> <p>A história em si é boa. É envolvente e, considerando o tamanho do conto, os personagens foram até bem desenvolvidos. Gostei do simbolismo do título, que foi bem trabalhado no texto. Uma coisa que me incomodou foi a voz do narrador, que salta muito de um personagem para outro. O final é até legal, mas acho que a verdade não foi bem trabalhada ao longo do livro e tive a sensação de que ela foi simplesmente jogada em mim e não teve o impacto que poderia ter.</p> <p>&nbsp;</p> <p>[caption id="attachment_831" align="alignnone" width="960"]<img class="alignnone size-full wp-image-831" src="https://pontodeacumulacao.files.wordpress.com/2016/01/12171_10207942922948903_8189495160400988860_n.jpg&quot; alt="12171_10207942922948903_8189495160400988860_n" width="960" height="720" /> Minhas aquisições mais recentes[/caption]</p> <p>&nbsp;</p> <p>Esta é a minha leitura atual:</p> <p>&nbsp;</p> <p><strong>A Menina Submersa</strong>, da <span class="st"> Caitlín R. Kiernan</span></p> <p>Li as cem primeiras páginas até agora. A leitura segue num ritmo lento, mas não porque o livro seja ruim. A história é pesada e densa. Psicologicamente falando. É também não linear. Lembro que havia parado a leitura e quando retomei no dia seguinte, li o capítulo errado. E nem percebi ou achei estranho; pelo contrário, até que fazia sentido. Quando finalizar a leitura, pretendo escrever uma resenha.</p> <p>&nbsp;</p> <p>Agora minha lista de leituras futuras. Não necessariamente lerei nesta ordem, mas pretendo ler todos até o final do semestre. Já comprei todos esses e preciso ler logo para comprar mais outros hahaha</p> <p>&nbsp;</p> <p><strong>O Castelo das Águias</strong> e <strong>A Ilha dos Ossos</strong>, da Ana Lúcia Merege</p> <p>Ana é uma pessoa super carismática e gente boa que tive o prazer de conhecer na Bienal do Livro no Rio de Janeiro. Mas ainda não li seus livros :\ (até que comecei a leitura de <em>A Ilha dos Ossos</em>, mas parei quando descobri que este é o segundo e não o primeiro livro da saga Athelgard hahaha) Pretendo remediar isso em breve. Na lista estão inclusos, é claro, os outros livros da autora, <em>O Tesouros dos Mares Gelados</em> e <em>Ana e a Trilha Secreta</em>. Pretendo escrever uma resenha dos dois primeiros.</p> <p>&nbsp;</p> <p><strong>O Demonologista</strong>, do <span class="st">Andrew Pyper</span></p> <p>Outra bela edição de luxo da DarkSide. As opiniões parecem divergir muito sobre este livro, mas prefiro manter a mente aberta. Lerei e depois exporei minha opinião em uma resenha.</p> <p>&nbsp;</p> <p><strong>O Rei de Amarelo</strong>, do Robert W. Chambers.</p> <p>Desde que assisti a primeira temporada de <em>True Detective</em> (por sinal uma série excelente; e a primeira temporada, como disse um amigo meu, é pura poesia) fiquei interessado em saber mais sobre a mitologia do rei de amarelo. Pesquisei e achei a premissa muito boa. Diversos contos dentro dos quais existe uma obra fictícia chamada <em>O Rei de Amarelo </em>e que leva as pessoas à loucura. Fora a obra original, comprei também <em>O Rei Amarelo em Quadrinhos</em>, coletânea de HQ’s inspiradas na obra de Chambers lançada pela Editora Draco. Foi sugestão da Ana Merege 😀 Pretendo fazer uma resenha da obra em quadrinhos.</p> <p>&nbsp;</p> <p><strong>Deuses Americanos</strong>, do Niel Gaiman</p> <p>Nunca li nada de Gaiman, mas desde que um amigo me falou da HQ do Sandman fiquei bastante curioso para conhecer sua obra. A premissa de <em>Deuses Americanos</em> me deixou bastante curioso e sinto que não irei me arrepender. Também do autor, comprei <em>O Oceano no Fim do Caminho</em> e  ganhei a coleção do <em>Sandman</em> de presente de amigo secreto.</p> <p>&nbsp;</p> <p><strong>Duna</strong>, do <span class="st"> Frank Herbert</span></p> <p>É uma série de livros que sempre tive vontade de ler, pois ouço falar muito bem, mas sempre dizia “depois eu compro, tá muito caro”. Eu queria comprar a trilogia completa. Então estava de boa passeando pelos <em>stands</em> da Primavera dos Livros e eis que me deparo com o <em>stand</em> da Aleph e descubro que a trilogia <em>Duna</em> estava com 50% de desconto. Não poderia perder essa, é claro.</p> <p>&nbsp;</p> <p><strong>A Tristeza Extraordinária do Leopardo das Neves</strong>, do <span class="st">Joca Reiners Terron</span></p> <p>Alguns dos livros que citei acima eu comprei na promoção da Amazon de fim de ano. Eis que quando a encomenda chega, tenho uma surpresa. Veio um livro a mais. Que não havia comprado. Que nunca havia ouvido falar. Pensei em entrar em contato com a Amazon para devolver, mas desisti. Resolvi que lerei o livro (que aliás, parece interessante, a julgar pela sinopse) e depois passarei adiante. Como, ainda não sei. E claro, vai ter resenha.</p> <p>&nbsp;</p> <p><strong>Viagem ao Centro da Terra</strong>, do Júlio Verne</p> <p>Preciso ler mais clássicos, principalmente de ficção e esta é uma boa pedida. Do Verne eu só li <em>Da Terra à Lua</em>. Pretendo ler todas as suas obras, algum dia.</p> <p>&nbsp;</p> <p><strong>Madame Bovary</strong>, do <span class="st">Gustave Flaubert</span></p> <p>E falando em clássicos… Faz tempo que comprei este livro, então acho que já está na hora de lê-lo. Minha amiga Jésyka (do blog <a href="http://entreoeufemismoeaironia.tumblr.com/&quot; target="_blank">entre o eufemismo e a ironia</a>) estava lendo-o certa vez (ainda nos tempos do Bacharelado, há trocentos anos) e peguei emprestado por meia hora e li. Preciso terminar o que comecei.</p> <p>&nbsp;</p> <p><strong>Triste Fim de Policarpo Quarema</strong>, do Lima Barreto</p> <p>Outro clássico, só que nacional. Na verdade, já li boa parte do livro, um bom tempo atrás, e por algum motivo eu parei. Acho que terei que recomeçar, pois não faço a menor ideia em que parte parei.</p> <p>&nbsp;</p> <p><strong>Prince os Thorns</strong>, do Mark Lawrence</p> <p>Outro livro que comecei e parei. Gostei até onde li e certamente lerei os livros seguintes da <em>Trilogia dos Espinhos</em>.</p> <p>&nbsp;</p> <p><strong>O Nome do Vento</strong>, do <span class="st">Patrick Rothfuss</span></p> <p>Outro livro que comprei já a algum tempo e ainda não tive tempo para ler. Mas é alta fantasia, então meio que tenho obrigação moral de ler hehehe Deste ano não passa.</p> <p>&nbsp;</p> <p>Série <strong>Tempos de Sangue</strong>, do Eduardo Kasse</p> <p>Desta série de livros, só possuo <em>Deuses Esquecidos</em> (comprei também na Primavera dos Livros), mas pretendo adquirir os outros, claro. E vai ter resenha.</p> <p>&nbsp;</p> <p><strong>Cem Anos de Solidão</strong>, do Gabriel Garcia Marques</p> <p>Acho que mereço um mói de peia por nunca ter lido nada do Gabo, mas pretendo me redimir. Eu juro.</p> <p>&nbsp;</p> <p><strong>King Edgar Hotel</strong></p> <p>É uma coletânea de contos de horror da Andross Editora. A Andross é conhecida por publicar apenas antologias de contos. Inclusive, meu primeiro conto publicado foi por ela, na coletânea de contos fantásticos <em>Imaginarium</em>. Esta em particular é especial, com contos de autores convidados e todos se passam em um hotel mal-assombrado. Estou louco parar ler. Dependendo das minhas impressões, talvez role uma resenha.</p> <p>&nbsp;</p> <p>Bem, é isso! E vocês, qual sua lista de leitura para o começo deste ano?</p> " data-medium-file="" data-large-file="" class="alignnone wp-image-847" src="https://i1.wp.com/www.andersonvitorello.com/blog/wp-content/uploads/2016/03/saga_4_majin_boo_1.jpg" alt="saga_4_majin_boo_1" width="126" height="180" />

Na primeira saga, a dos Sayajins, Goku, o protagonista da história, é um guerreiro com poderes sobre-humanos. Mas, mesmo com todo seu poder, ele não é muito capaz de lidar com a personalidade forte de Titi, sua esposa, com quem tem um filho pequeno chamado Gohan.

Até então, Goku tinha Piccolo, um alienígena do planeta Namekusei, como seu maior inimigo. Mas, então, a Terra é invadida por Raditz (que é o irmão mais velho de Goku) da raça guerreira dos Sayajins. Uma grande ameaça ao planeta. E, mesmo com seus desentendimentos, Piccolo acaba juntando-se a Goku para derrotar Raditz. A salvação da Terra dependia deles.

No meio da batalha, o pequeno Gohan desperta seu poder oculto, mas não é capaz de ajudar o pai a derrotar Raditz que, no fim das contas, acaba sendo morto por Piccolo. Goku também morre na batalha e vai para o mundo dos mortos, porém com o corpo preservado (não me pergunte como, mas foi assim que aconteceu). Lá, ele começa um treinamento com o famoso (e hilário) Sr. Kaioh para aumentar seus poderes.

raditz_vs_goku Piccolo_vs_raditz kaioh

Enquanto isso a Terra é invadida por outros dois Sayajins, Nappa e Vegeta, que são bem mais fortes do que Raditz. Os amigos de Goku (Kuririn, Chaos, Tenshinhan e Yamcha) lutam contra os novos inimigos na tentativa de salvarem o planeta, mas são derrotados. Então, por um milagre, Goku é ressuscitado através do poder das esferas do dragão (sete objetos que, se unidos, concedem um desejo a quem pedir) e retorna ao campo de batalha.

shenlong

Durante os novos combates, Nappa morre e Goku começa a luta final contra Vegeta, o príncipe dos Sayajins. A batalha segue bem equilibrada, até que Goku usa a técnica especial que aprendeu com o Sr. Kaioh, o “Kaioh-Ken”, além do famoso “Kamehameha” (este ele aprendeu com o mestre Kame), e dá uma surra no adversário. Então, Vegeta transforma-se num macaco gigante e dá o troco. No final, Goku faz a “Genki-Dama” (uma enorme esfera de energia) e vence Vegeta, que, moribundo, rasteja até sua nave espacial e foge da Terra.

goku_vs_vegeta

Dragon Ball-Z é um anime repleto de ação, aventura e muitos combates, os quais na maioria são corpo a corpo, porém os lutadores usam técnicas, energias e poderes dos mais variados para aumentar ainda mais a emoção. Há personagens dos mais sérios aos mais engraçados. O humor presente no anime é uma das coisas que mais gosto em Dragon Ball-Z, pois consegue misturar momentos de tensão com situações hilárias que faz você rir. Por tudo isso, Dragon Ball-Z é um dos meus animes preferidos e teve uma grande influência, dentre outras, no meu trabalho com a criação da saga “Os Guerreiros do Universo”, a qual já possui o “Livro 1” (O abalo de Urano) publicado e à venda nas melhores livrarias do Brasil.

 

É isto por hoje guerreiros!

Darei continuidade no assunto, apresentando-lhes as demais sagas de Dragon Ball-Z, nas próximas postagens.

Fiquem ligados!

Confira aqui a Saga de Freeza

Inscreva-se para ser avisado(a), via e-mail, sobre as próximas postagens. É simples: procure nesta página aquela caixa escrito “Venha para o lado nerd da força”, insira seu e-mail e clique em “Seguir”.

Para finalizar com chave de ouro, nesta e nas próximas postagens sobre o assunto, revelarei algumas…

 

Curiosidades sobre o Dragon Ball (inclusive as versões sem o Z)

1) A história de Goku foi baseada numa antiga lenda chinesa chamada “Jornada ao oeste”. E “Goku” é também o nome do príncipe macaco da lenda (qualquer semelhança é mera influência).

2) A palavra “Kame” significa tartaruga em japonês (não à toa o mestre Kame usa um casco de tartaruga nas costas, além de ter uma em sua ilha).

3) No Japão a voz de Goku é dublada por uma mulher chamada Masako Nozawa, que também dublou Gohan e Goten (o filho caçula de Goku na saga do Majin Boo).

Até mais galera!

dragonballz

Anúncios

2 comentários sobre “A era Dragon Ball-Z #1

  1. […] Produzido pela Toei Animation, baseia-se na série de mangá Dragon Ball escrita por Akira Toriyama. Estreou no Japão na Fuji TV em 26 de Abril de 1989  e terminou dia 31 de Janeiro de 1996 com o total de 291 episódios, antes de ser dublada em diversos territórios ao redor do globo, incluindo Estados Unidos, Austrália, Europa, Índia e América Latina. No momento, a história de Dragon Ball-Z está sendo continuada pela nova série Dragon Ball Super. Se quiser conhecer melhor este anime ou, simplesmente, matar a saudade caso já tenha visto, veja A era Dragon Ball-Z. […]

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s