[Newsletter] #01 – Watchmen, Hunter x Hunter e o último teorema de Fermat

Olá, pessoal! Esta última semana foi bem tensa para mim, devido a duas listas que tinha que entregar (para quem não sabe, eu faço doutorado em matemática). Na verdade, creio que este semestre inteiro será difícil (até mesmo minhas leituras estão comprometidas, o que significa menos resenhas).

Pensado em um meio de não deixar o blog morrer e inspirado nas versões do Rodrigo e do Thiago, resolvi criar minha própria newsletter. Ou pelo menos, algo similar a uma. Tentarei fazer postagens semanais com pequenos textos curtos (ou não) sobre assuntos diversos. A ideia é seguir a filosofia do blog, ou seja, falar sobre quase tudo, especialmente cultura pop (e matemática).

Essa postagem funcionará mais como uma versão beta da coisa. Diferentemente das versões de meus colegas escritores e blogueiros, não irei pedir para se inscreverem na minha newsletter, nem pedirei seu e-mail ou algo do gênero. A princípio. Com o tempo, observando o andar da carruagem, veremos isso.

 


Ponto de Acumulação

(de ideias, fatos e pensamentos)

 

Sexta à noite um comediante morreu em Nova York.

Semana passada chegou minha versão definitiva de Watchmen. Comecei a leitura e devo dizer: Alan Moore é foda. Já tive contato indireto com seu trabalho, quando assisti V de Vingança, mas este é a primeira obra dele que leio. Simplesmente genial! Quem é Vingadores perto Watchmen? Muito mais realista, mais sombrio, mais cru. Uma obra que mete o dedo na ferida e incomoda.

 

E minha coleção de HQ's está aumentando 😀 #watchmen #alanmoore #hq #livro

A post shared by Renan Santos (@renanmath7) on

 

A melhor parte, até agora, é esse trecho, narrado por Rorschach:

Ouvi uma piada uma vez:

Um homem vai ao médico, diz que está deprimido. Diz que a vida parece dura e cruel. Conta que se sente só num mundo ameaçador onde o que se anuncia é vago e incerto.

O médico diz: “O tratamento é simples. O grande palhaço Pagliacci está na cidade, assista ao espetáculo. Isso deve animá-lo.”

O homem se desfaz em lágrimas. E diz: “Mas, doutor… Eu sou o Pagliacci.”

Boa piada. Todo mundo ri. Rufam os tambores. Desce o pano.

 


 

You can smile again!

Os fãs de Hunter x Hunter podem comemorar. Ao que parece, o Togashi tomou vergonha na cara e finalmente continuará o mangá.

Hunter x Hunter é, na minha opinião, um dos melhores animes\mangás de todos os tempos. Os personagens são fodas, bem construídos e cativantes. Se bem que ninguém merece o Gon, pelo amor de deus. Ele só não ganha o título de protagonista mais sem graça porque existe o Seiya. Mas enfim, tirando o Gon, o personagens são interessantes.

Outro aspecto muito legal de HxH é o sistema de poder. Um dos mais complexos e coerentes que já vi. Essa é uma característica que prezo em um bom shounen. As lutas tem que fazer sentido. Não como Dragon Ball e Cavaleiros do Zodíaco, que é só porrada e xingamentos seguidos de deus ex machina por puro protagonismo (mas não fale mal deles; a gente curtia quando era pivete). O fato é que existem estratégias de luta em HxH. Não necessariamente o mais forte vence. Só lembrando (embora seja totalmente irrelevante) que o sistema de magia do livro de fantasia que estou escrevendo é inspirado em HxH. Não que alguém se importe.

 

Ging_and_Gon_exchanging_stories.png
Ging: Presta atenção, Gon. Agora eu vou te ensinar o leigan.

 

Mas o melhor mesmo é a história. Fantástica. O começo é meio chato (talvez porque foca mais no Gon), mas depois fica bem interessante (quando outros personagens aparecem). Todos os arcos (Exame Hunter, Torre Celestial, York Shin, Greed Island, Formigas Quimera e Eleição) são bons,  mas para mim o melhor é o das formigas quimera. Tudo neste arco é incrível. Meruem: melhor vilão de todos. O cara diz que irá exterminar a raça humana e das cinzas erguerá uma sociedade tão justa que o conceito de injustiça será esquecido. Meruem pra presidente! Pitou: melhor pessoa :3  (aliás, Pitou foi escolhido melhor personagem secundário masculino no Oscar Literário; não que alguém se importe). Meruem vs Netero: que luta, senhores, que luta! Meruem e Komugi: uma história de amor melhor que Crepúsculo ❤

meruem e komugi
E essa cara de “I don’t give a fuck about your bullshit” da Komugi ?

 

Enfim, o arco é foda, assim como todo o anime. E depois de meses de hiato, Togashi voltará a escrever mangá, que parou num momento crucial, cheio de hype. Os fãs estão eufóricos.

killua
Olha a cara de felicidade do Killua quando soube que HxH iria voltar

 

Estou um pouquinho receoso com respeito este próximo arco (Continente Negro), mas espero que me surpreenda positivamente. Ele tem tudo para ser melhor que o das formigas quimera, ainda mais considerando que veremos o tão aguardado momento em que Yusuke Ging lutará. Por favor Togashi, depois deste hype todo sobre o poder do Ging, faça a espera valer a pena.

 

ging and gon
Gon: Olha só Ging, já consigo ver o arco do continente negro daqui

 

Enquanto esperamos ansiosos pela retorno do mangá, que tal revermos as melhores habilidades nen de Hunter x Hunter? As minhas favoritas são Judgment Chain do Kurama Kurapika e Pain Packer: Rising Sun do Hiel Feitan.

 

 


 

“Acho que vou parar por aqui”

O matemático britânico Andrew Wiles ganhou o Prêmio Abel, uma das maiores distinções da comunidade matemática. Wiles ficou conhecido por ter provado o Último Teorema de Fermat, um problema de teoria dos números que levou mais de 300 para ser solucionado. Ano passado o prêmio foi concedido à John Nash (o mesmo do filme Uma mente brilhante). Por uma grande ironia do destino, Nash morreu em um acidente de carro, pouco depois de ter recebido o prêmio 😦

 

wiles3
“I think I’ll stop here” Melhor frase para a se falar depois de resolver um problema de mais de 300 anos.

 

Para os interessados, eu recomendo que leiam o livro O último teorema de Fermat, do Simon Sigh. Esse livro é um espetáculo. Ele não apenas conta a história deste que foi um dos maiores enigmas da matemática, como também mostra como esta ciência pode ser bela e fascinaste. Explica o que é pensamento matemático (algo que nossos professores deveriam incutir nos alunos, mas não o fazem), conta a biografia e a contribuição de vários matemáticos famosos e como um problema que qualquer estudante do primário consegue entender culminou em uma verdadeira epopeia acadêmica, com momentos dignos de uma tragédia grega.

Vide, por exemplo, Évariste Galois, o gênio precoce e incompreendido que morreu aos vinte anos em um duelo de pistolas. Ou Yutaka Taniyama, cujo trabalho foi decisivo na prova do teorema. Um jovem matemático promissor que não suportou o peso do demônio chamado depressão e suicidou-se. Mas também há momentos felizes. Como o matemático (cujo nome agora esqueci) que desistiu de cometer suicídio porque fez uma contribuição importante no assunto. E nem é preciso mencionar o próprio Andrew Wiles, que passou sete anos de sua vida trabalhando exclusivamente na demonstração do teorema, totalmente recluso em sua casa.

 

fermat
Olhem só essa cara de trolador zoeiro do Fermat. Olhem só essa cara!

 

E nem é preciso ser especialista para lê-lo. Sigh escreve de uma maneira leve e dinâmica, de modo que qualquer um com conhecimento de matemática do Ensino Médio possa entender. Sério, leiam este livro. Vai mudar completamente sua visão sobre esta ciência milenar. Se depois de lê-lo você pelo menos não adquirir algum respeito ou apreço pela matemática, bem, desista dela.

 

wiles
Para n = 2, todo estudante conhece essa equação pelo nome de “Teorema de Pitágoras”. Ela tem infinitas soluções.

 


 

Plano projetivo complexo

(bem vindo ao meu mundo matemático)

Tirem as crianças da sala, pois iremos falar do Teorema da Bola Cabeluda. O nível de matemática aqui é +18. Ou não.

É bem simples de entender a intuição por trás deste teorema. Imagine que você tem uma bola ou esfera, cheia de pelos ou cabelos. É, portanto, uma bola cabeluda. Agora imagine que você deseje (por algum motivo obscuro) pentear o cabelo desta bola. Você faz isso, mas nota que ficou um pequeno ‘redemoinho’ em algum local. Você tenta pentear novamente, e mais uma vez aparece um redemoinho em outro local. Este é o fato: não importa como você tente pentear sua bola com cabelo. Sempre haverá um redemoinho. Uma singularidade, como os matemáticos gostam de dizer. Este é o teorema da bola cabeluda. Ou, em termos mais matemáticos:

Teorema: Seja \nu: \mathbb{S}^2 \to T\mathbb{S}^2 um campo de vetores contínuo. Então \nu possui uma singularidade, i.e, existe x \in \mathbb{S}^2 tal que \nu (x) = 0

Outra interpretação curiosa deste teorema é que se considerarmos o vento como um campo de vetores continuo na superfície da Terra, então o teorema garante que sempre haverá um ponto da Terra com um ciclone. Note que o ciclone pode ser de qualquer tamanho.

Não dá para pentear uma esfera cabeluda sem deixar redemoinhos, mas é possível fazer isso com um toro (aka, rosquinha) cabeludo. Basta pentear ao longo dos meridianos. Veja as figuras abaixo:

Hairy_ball
Uma tentativa falha de pentear uma bola.
Hairy_doughnut
Mas é perfeitamente possível pentear um toro.

 


 

Imagem da semana

(pois uma imagem vale mais que mil palavras; é só contar os bits)

Vejam só essas  lindas fan arts da fofa Sami Mini, feitas pela artista Jess on toast. Como não se apaixonar por elas?  😍  Confira mais trabalhos da Jessica aqui.

samimini_BB8_fanart1

samimini_BB8_fanart2

 

A garotinha retratada é a Sami Mini Cosplay. Se encantem com a fofura dela :3

 

 


 

Vídeo da semana

(luz, câmera, ação, inspiração, reflexão, emoção, transmutação, transpiração e zoação)

O vídeo desta semana é este belo e inspirador discurso do Neil Gaiman. Quando a vida estiver dura, faça boa arte. Melhor conselho, ever!

 


Música da semana

(afinal, não dá pra viver sem música)

A indicação desta semana é da banda de rock alternativo americana Mazzy Star. Gosto do som deles, mas principalmente da voz da vocalista Hope Sandoval. Ouçam os álbuns So Tonight That I Might See e Among my Swan. Hope também tem um álbum solo, chamado Through the Devil Softly.

Essa é uma das minhas músicas favoritas. Ouçam essa voz! Hope é uma diva ❤

 

 


 

Anúncios do Arauto

(coisas que vi por ai)

O blog Me Livrando abriu chamada para recebimento de contos para uma coletânea que está organizando. Prevejo que vai ser muito massa. Se tem interesse, corre lá e submete um conto. O prazo é até 21 de Junho. Ah, e o blog está de cara nova também. Vejam lá.

 

***

 

A Janayna Bianchi indicou esse texto sobre como escrever resenhas. A autora tem uma opinião interessante sobre o assunto. Vale a pena ler.

 

***

 

A violinista Lindsey Stirling anunciou em seu Instagram que está trabalhando em um novo álbum. Fãs (eu incluso) estão excitados \o/ Se você não sabem quem é Lindsey Stirling, leia este texto que escrevi sobre ela.

Hard at work in the studio on my new album.

A post shared by Lindsey Stirling (@lindseystirling) on

 

***

 

Já a atriz holandesa Carice van Houten (a Melissandre de Game of Thrones) anunciou  que está esperando um bebê! Let the shadow baby jokes begin!

 

Yes. It's true. 👶🏼 Let the shadow baby jokes begin.

A post shared by Carice van Houten (@leavecaricealone) on

 

Ah, para quem não sabe, Carice também é cantora. Ouçam só!

 

 

***

 

A plataforma de financiamento coletivo Catarse lançou um mini curso sobre planejamento de campanhas. Parece interessante.

 

***

 

O Matheus Vasconcelos escreveu um texto falando sobre importância de consumir diversas mídias, sejam livros, filmes, séries, HQ’s etc.

 

***

 

Já faz um tempo que venho acompanhando o projeto Darth and Droids, do blog Dados Malditos. É uma webcomic escrita por The Comic Irregulars, a qual o pessoal do Dados Malditos teve autorização para traduzir para o português. A ideia é contar a história dos filmes de Star Wars como se fosse uma partida de RPG. É bem hilário. Vejam lá!

 

darths0004

 


 

Bem, é isso. Essa foi a nossa primeira newsletter. Queremos saber sua opinião. Gostou, aprovou, curtiu? Ou não? Foi páia, mais ou menos, sem graça, sem noção? Sua opinião é importante (diferente da minha). Comente ai e diga o que achou do texto e do formato.

Ah, se quiser, pode nos mandar sugestões e dicas para as próximas newsletters. Pode ser um tema para um texto na seção Ponto de Acumulação (ou, porque não, para a seção Plano Projetivo Complexo), um link de algo interessante, uma sugestão de imagem, vídeo ou música, qualquer coisa. Entre em contato por comentário nesta postagem, por mensagem na nossa fanpage ou por sinal de fumaça. Eu e meu amigo imaginário estaremos esperando seu contato.

Anúncios

4 comentários sobre “[Newsletter] #01 – Watchmen, Hunter x Hunter e o último teorema de Fermat

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s