[Resenha] O castelo das águias

Estou devendo várias resenhas aqui no blog. Li vários livros este ano, resenhei poucos. Pretendo remediar essa situação. Por isso, hoje trago minhas impressões sobre mais uma fantasia nacional.

Obra: O castelo das águias (Athelgard #1)

Autor: Ana Lúcia Merege

Editora: Draco

Gênero: Fantasia

Número de páginas: 191

Sinopse:

O Castelo das Águias é um lugar especial. Localizado nas Terras Férteis de Athelgard, região habitada por homens e elfos, abriga uma surpreendente Escola de Magia, onde os aprendizes devem se iniciar nas artes dos bardos e dos saltimbancos antes de qualquer encanto ou ritual. Apesar de sua juventude, Anna de Bryke aceita o desafio de se tornar a nova Mestra de Sagas do Castelo. Aprende os princípios da Magia da Forma e do Pensamento e tem a oportunidade de conhecer pessoas como o idealizador da Escola, Mestre Camdell; Urien, o professor de Música; Lara, uma maga frágil e enigmática, e o austero Kieran de Scyllix, o guardião das águias que mantêm um forte elo místico com os moradores do Castelo. Enquanto se habitua à nova vida e descobre em Kieran um poço de sentimentos confusos e turbulentos, uma exigência do Conselho de Guerra das Terras Férteis põe em risco a vida e a liberdade das águias. Com o apoio de Kieran, Anna lutará para preservá-las, desvendando uma trama de conspiração e segredos que envolvem importantes magos do Castelo.

capa_castelo

O castelo das águias é uma daquelas obras gostosas de ler, pois a escrita é leve e fluída, e a narradora é encantadora. Acompanhamos a história de Anna de Bryke, a mais nova Mestre de Sagas da Escola de Artes Mágicas de Vrindavahn. Qualquer sentimento que isso possa lhe invocar devido à Harry Potter é completamente dispensável. O que temos aqui é uma trama mais madura, contada pelo ponto de vista de uma jovem professora. Não que HP seja ruim, pelo contrário. Mas o tom dado pela autora aqui é diferente, mais pé no chão.

Todos os personagens são bem trabalhados e parecem reais. Isso dá um tom bem realista à trama, passa a sensação de ser um mundo organizado e bem pensado. A autora dá um senso de propósito a cada um deles; não necessariamente na trama, mas no mundo criado. Anna, a protagonista, é insegura e vai amadurecendo com a história. É muito fácil se apegar a ela, por ela parece uma pessoa de verdade. Não é nenhuma heroína fodona que está destinada a salvar o mundo de um mal inominável ou algo exagerado assim. Não, ela é uma pessoa como qualquer um de nós, inserida em uma trama sensata e enxuta.

Falando na trama, pode-se dizer que ela é um pouco lenta, mas isso não é problema para mim. A autora desenvolve a história e os personagens com divina paciência, dando pinceladas do worldbuilding no processo, mas sem perder a objetividade.

Eu vejo apenas dois problemas com o enredo. É original e de uma simplicidade bela, certamente, mas é meio bobinho. E segundo, a protagonista tem pouca participação nos eventos finais. Sei que isso está de acordo com o que comentei acima, sobre cada personagem ter um propósito bem definido no mundo e a trama ser bem pé no chão, mesmo assim eu esperava um pouco mais de Anna de Bryke.

Outra coisa que não curti foi o romance. Aconteceu rápido demais. Aliás, o próprio tom mais romântico da história não me cativou muito, mas isso é gosto pessoal. Mas a química entre o casal é boa.

O worldbuilding é maravilhoso. É um mundo rico, e percebe-se que a autora se dedicou à sua construção. O sistema de magia não é nada mirabolante ou complexo, mas eu gostei.

Veredito final: recomendo para aqueles que procuram uma boa fantasia sem complexo de grandiosidade.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s